Síndico Profissional em bh
Síndico Profissional em bh

Síndico Profissional em bh

Síndico Profissional em bh

O Síndico Profissional é um profissional com ampla experiência em gestão de condomínios. Precisa estar sempre se atualizando sobre a legislação de condomínios, em especial ao Código Civil. O Síndico Profissional em bh é uma pessoa física geralmente assistido por uma pessoa jurídica ao qual deve estar ligado por um laço trabalhista ou por participação societária.

síndico profissional em bh também conhecido como síndico terceirizado é forma que os moradores encontram para não assumirem mais esse compromisso. Este profissional “síndico profissional” deve ser em formato de pessoa jurídica e emitir sua nota fiscal para recebimento de seus honorários, não gerando assim o vínculo empregatício.

A prestação deste serviço é realizada dentro e fora do condomínio, em visitas semanais e também em serviços de escritório, como atendimento aos moradores, orçamentos, reuniões, etc. O custo do serviço é analisado através da quantidade de horas de trabalho demandada por semana.

Destaca-se algumas atividades a serem realizadas pelo síndico profissional em belo horizonte:

  • Atender aos condôminos/proprietários de forma pessoal e telefônica;
  • Atender em plantão em casos de urgências;
  • Emitir relatórios de atividades desenvolvidas no condomínio ao final de cada mês;
  • Orçar e cotar de materiais e serviços para o condomínio;
  • Avaliar as possíveis formas para redução os custos fixos;
  • Representar o condomínio legalmente;
  • Fazer cumprir o Regulamento Interno;
  • Prestar contas em assembleias;
  • Analisar orçamentos.
  • Supervisionar de funcionários: limpeza, portaria, vigilância e terceirizados;
  • Inspecionar as condições físicas do prédio;
  • Estudar possibilidades de melhorias na infraestrutura;
  • Planejar, coordenar, orientar os serviços do condomínio;
  • Trabalhar pelo menor desgaste nas relações entre os condôminos;
  • Realizar recrutamento, Seleção e Treinamento de Pessoal/reciclagem;
  • Realizar reuniões periódicas com o Conselho;

 

Síndico não tem vínculo empregatício com condomínio

 

É inegável que, com a expansão condominial, o trabalho do síndico vem se tornando cada vez mais importante, trabalhoso e complexo, cabendo a ele oferecer serviços de maior qualidade ao condomínio. Nesse contexto, mesmo ele não possuindo vínculo empregatício com o condomínio, ainda surgem algumas dúvidas com relação aos seus direitos. Para maiores esclarecimentos, no artigo de hoje falaremos a respeito do que a lei garante para essa função. Confira!

Afinal, síndico tem ou não tem vínculo empregatício com o condomínio?

Juridicamente não. O síndico, no exercício de sua função, administra e representa o condomínio, conforme o art. 1.347 do Cód. Civil, e os demais dispositivos previstos na Lei 4.591/64 (Lei do Condomínio). Suas atividades são derivadas dessas normas, que determinam a execução desse cargo, mas sem vínculo empregatício com o condomínio.

Ele é contratado para exercer essa função?

Síndico é cargo eletivo e não tem nenhum vínculo empregatício com o condomínio. Se ele fosse contratado, na prática, seria patrão e empregado ao mesmo tempo. Suas principais obrigações decorrem de lei e não propriamente de um contrato de trabalho nos moldes da CLT, que rege as atividades de um trabalhador registrado. É um trabalho autônomo, exercido em conformidade com a lei, convenção condominial, regimento interno e com as decisões de assembleia.

Se compararmos o condomínio com uma empresa, é como se os condôminos fossem os sócios e dentre eles elegessem um sócio administrador, para administrar a sociedade por um determinado período. Os sócios, que são os condôminos, elegem dentre eles um sócio administrador, que é o síndico, para administrar a sociedade, que é o condomínio. Você pode perceber que não existe uma relação de patrão e empregado, é o dono administrando o seu patrimônio.

Por isso que o síndico não tem direito a 13° salário, porque ele está administrando o seu próprio patrimônio. Foi dado a ele, pelos demais condôminos, que também são proprietários, esse direito e essa atribuição de administrar.

E no caso do síndico profissional em bh?

A regra é a mesma, ele é eleito da mesma maneira que um síndico morador. No caso do síndico profissional, o que ele tem é uma espécie de “contrato”. Há uma relação de direito, não um vínculo empregatício com o condomínio. É o seu representante e suas atribuições estão previstas no art. nº 1.348 do Cód. Civil, na convenção, no regimento interno e nas decisões de assembleia. Pode ser contratado como pessoa física ou jurídica.

Este profissional é um prestador de serviços e, portanto, recebe remuneração como qualquer outro prestador de serviço autônomo.

Por imposição legal, ele deve apresentar nota fiscal de serviços caso possua empresa constituído (Pessoa Jurídica) e, portanto, obrigada à emissão de nota.

*O Cód. Civil regulamenta a prestação de serviços, em especial a do trabalhador autônomo e dos que não são regidos nas leis trabalhistas, como o síndico profissional.

Entretanto, para que não seja configurado como vínculo empregatício, é imprescindível que haja a elaboração de um contrato formal  de prestação de serviços entre o condomínio e ele.

Exceções

Existem condomínios que aprovam remunerações adicionais para o síndico. Na assembleia, aprovam, por exemplo, um pró-labore extra anual. O que a lei estabelece é que a assembleia vai fixar a remuneração do síndico, e não existe nenhum problema em fixar 12, 13, 14… até 20 pagamentos anuais para ele. Mas essa não é a regra, é a exceção, e deve ser aprovada em assembleia. Lembrando que não é o 13°, é uma gratificação dada pelo condomínio.

Então, se no seu condomínio foi aprovado mais de 12 pagamentos anuais, sorte a sua!

E se a convenção determinar que ele tem direito a um 13º?

Se a convenção determinou que o síndico tem direito a um 13° pró-labore, ele não vai ter a mesma natureza do 13° previsto na CLT, é completamente diferente. Ele tão somente será um “presente” que o condomínio, através da convenção condominial, quer dar a esse síndico. Essa é a característica desse 13°.

Mas isso não torna a relação entre condomínio e síndico uma relação de empregado e empregador.

E com relação à Previdência Social?

O condomínio deve cumprir as normas relativas à prestação de informação, retenção e recolhimento regulamentadas pela Previdência Social. Portanto, é obrigatório o recolhimento do INSS em decorrência dos pagamentos realizados ao síndico, já que há claramente o caráter remuneratório.

Aos olhos da Previdência, o síndico é um contribuinte individual, ele se equipara a autônomos, a sócios, a empresários.

Fique atento!

Existe um projeto de lei, tramitando no Congresso Nacional, que tenta gerar vínculo empregatício para o síndico. É importante ficar de olho nas informações sobre o assunto.

Leia também sobre: Obrigações de condomínios em bh

Precisa de mais informações? Então você pode contar com a Seu Síndico Administradora de condomínios em belo horizonte, empresa séria com mais de 6 anos de mercado que atua em conjunto com o Grupo Informa Contábil.

Ajudamos você ? Não deixe de entrar em Contato, retornamos rápido.
Orçamento sem Compromisso para Administradora de Condomínios em BH.

Conheça mais sobre nossa empresa de Administração de Condominios em BH – Seu Síndico

Assuntos relacionados: administradora de condomínios em bh com qualidadeadministradora de condomínios em belo horizonte, folha de pagamento de condomínio e a administradora de condomínios em bh, des para condomínios em bh, administradora de condomínio em bh, rais para condomínios em bh, curatela em bh, contabilidade para condomínios em bh esclarece sobre as diaristas, administradora de condomínios em bh auxilia na ata de eleição de sindico, obrigações de um condomínio e administradora de condomínios em bh, destituição do síndico e administradora de condomínios em bh, administradora d econdomínios em bh auxilia no descontrole financeiro, administradora de condomínios em bh dá dicas sobre gírias, provisão retroativa da folha, provisão de folha, contabilidade para condomínios em bh abre cnpj, administradora de condomínios em bh esclarece dúvidas sobre DIRF, administradora de condomínios em bh deve informar irregularidades, administradora de condomínios em bh dá dicas ao seu negócio, dicas de administradora de condomínios em bh para vencer a crise, sistema de qualidade em administradora de condomínios em bh, administradora de condomínios em bh entrega de uniformes, banco de horas em administradora de condomínios em bh, administradora de condominio em bh, curatela em belo horizonte, tutela em belo horizonte, síndico profissional em bh, administradora de condomínios em bh fala marketing pessoal, administradora de condomínios em bh e as despesas de condomínio, inadimplência no condomínio e administradora de condomínios em bh, remuneração do síndico e a administradora de condomínios em bh, foco nos resultados administradora de condomínios em bh, des condomínios bhAdministradora de condominios bh – mudança jáAdministradora de Condominio bh – novas regras boletosAdministradora condominios bh – tabela defasada IRPFAdministradora de condominios bh-Multa GFIPAdministradora de condominios contagem mg – inovando sempreAdministradora de condominios Lagoa Santa mg – inovando sempreAdministradora de condominios Nova Lima mg – inovando sempreAdministradora de condominios Betim mg – inovando sempreCNPJ Condominio bh-contagemAdministradora de condominios bh – jardins internosAdministradora de condominios bh – inovando sempreAdministradora de condominios bh – Seguranca contra incendioAdministradora de condominios bh – reformas em aptos

Deixe uma resposta

Fechar Menu